Entenda os símbolos illuminati no episódio 60 de House of Cards


House of Cards é a série que consolidou o poder do Netflix, o site de streaming de filmes mais famoso do mundo, como também um dos maiores produtores de conteúdo da atualidade. Inspirada num livro britânico e produzida baseando-se em dados colhidos dos próprios usuários, como suas preferências por estilos de filmes e atores, a série conta a história do político Frank Underwood, um corrupto e inescrupuloso deputado que deseja o poder acima de tudo.

Não bastasse esse enredo, no episódio 60 da série, na 5ª Temporada, fomos bombardeados por uma chuva de referências a uma das teorias de conspiração mais pop da atualidade: os Illuminati. Obviamente teremos spoilers sobre o episódio que compõe a última temporada lançada.


MAS QUAL CONCEITO DE "ILLUMINATI" ESTAMOS ABORDANDO AQUI?

As teorias de conspiração sobre os illuminati se subdividem em várias vertentes. Eu costumo classifica-las em dois braços: as teorias sobrenaturais que envolvem alienígenas, pactos com o diabo e etc; e as teorias sociais, que envolvem apenas uma velha guerra sublime que existe desde o início da civilização: a luta daqueles que têm poder para se manter no poder acima de tudo contra o resto do mundo.

Se você se interessa pelo assunto, eu tenho um livro chamado "O Touro de Bronze" que aborda essa segunda vertente.

O EPISÓDIO 60 DE HOUSE OF CARDS.

Em meio a uma conturbada eleição o então "ex-presidente" Underwood é convidado para participar de uma reunião num clube de campo fechado chamado "Campos Elísios" onde são convidados apenas a nata dos poderosos da sociedade americana, ou seja: empresários, políticos, formadores de opinião. Traduzindo: pessoas com o poder de causar drásticas mudanças na sociedade e até mesmo traçar o seu destino.

O episódio começa justamente com um estranho ritual onde, diante de um corvo de pedra, homens de capa vermelha queimam uma efigie, e clamam diante do corvo o fim de suas preocupações mundanas. O clima da coisa toda é bem, digamos, "pagão".


Frank quebra novamente a quarta parede durante o ritual, falando diretamente com o expectador explicando toda a situação. Já nas próximas cenas que se passam no clube de campo, vemos homens que alegam estarem deixando "o trabalho e as preocupações mundanas para trás" se reunirem e venderem "seu peixe" para os colegas, deixando claro que ali decisões e acordos são feitos.

São citados ainda presidentes, e até mesmo o projeto Manhattan (que criou a bomba atômica) quando  num diálogo alguns personagens discorrem sobre acordos e decisões que foram tomadas naquele lugar.

É importante ressaltar que é durante esta reunião que Frank parece ganhar a confiança do grupo de poderosos e lhe é entregue uma informação vital que possibilita que ele vire o jogo na eleição. Ao fim do episódio uma cena deixou alguns espectadores com a pulga atrás da orelha, pois Frank parece sacar um objeto de uma gaveta e o queima dizendo as palavras "common woe be done", ou em tradução livre "aflição comum seja feita".

MAS O QUE ISSO TUDO SIGNIFICA?

A primeira coisa a se perceber é que o tal clube "Campos Elíseos" é uma referência clara a um lugar muito parecido que existe na vida real: o Bohemian Grove em Monte Rio, Califórnia que ganhou mais notoriedade entre os teóricos de conspiração após ser invadido por um jornalista amador chamado Alex Jones em 2000. Hoje em dia Jones é um dos arautos da teoria de conspiração, e já chegou até mesmo a entrevistar personalidades em seu programa do YouTube, incluindo o presidente Donald Trump.


As únicas diferenças do "Campos Elísios" para o Bohemian Groove fora o nome é que ao invés de um corvo há uma coruja. Os teóricos de conspiração alegam que o que se passa no lugar é na verdade uma adoração ao demônio representado "pela coruja de minerva" que muitos teóricos associam a figura de Columbia.

A CORUJA.

Essa associação entre a coruja e Columbia é substancial para os teóricos de conspiração e é tida por eles como um dos principais símbolos illuminati. A associação com Columbia, a figura que representa a liberdade criada duranta a revolução francesa talvez seja apenas aleatória, mas é ela representada na famosa estátua da liberdade, e no dinheiro Brasileiro! 

Columbia representa bem mais do que apenas a liberdade, é um símbolo do estado democrático em oposição a tirania da monarquia que motivou as revoluções que instituíram a democracia ao redor do mundo. Mas quando falamos da vertente cristã da teoria de conspiração sobre os illuminati faz todo sentido a demonização de uma figura feminina. Alguns teóricos alegam ainda que Columbia na verdade representaria a rainha da Babilônia, cidade é que tida como "tomada pelo pecado" na bíblia.

Os teóricos de conspiração associam a coruja "illuminati" a "coruja de Minerva", deusa romana equivalente a Atena na cultura grega, onde os deuses também têm representações animais, e simboliza a guerra estratégica e a sabedoria. Talvez por isso comumente na literatura as corujas são representantes da razão e da sabedoria, como parece ser o caso da coruja do ritual do Bohemian Groove.

O RITUAL.

No entanto, quando se observa o ritual que acontece no Bohemian Groove, ou seja, a "Cremation of Care", ou, a "Cremação das Preocupações" percebe-se que a encenação representa a morte das angústias mundanas, uma espécie de libertação daquilo que preocupa somente aqueles que são tolos.

A efigie queimada diante da coruja representaria o homem comum e ignorante que se preocupa demais sendo liberto pelo conhecimento. É interessante ressaltar que o Bohemian Groove foi fundado por jornalistas e artistas o que explica os simbolismos ritualísticos do local, que alegadamente seria um clube para bilionários fazerem o que quiserem sem ser julgados.

Ou seja, relaxar e se desligar das preocupações o que explicaria a exclusividade e privacidade do local. Afinal de contas quando você é um deputado, empresário ou influenciador você não pode ficar bêbado e fazer besteira em qualquer lugar sem virar notícia de jornal.

MAS NÃO DÁ PRA SER INOCENTE 

Quando você tem os homens mais poderosos da sociedade reunidos é claro que isso é uma oportunidade que precisa ser aproveitada para se conseguir contatos e influência, que é o que Frank Underwood faz durante episódio.

E quando falamos de rituais a coisa toda fica ainda mais complicada, principalmente quando você é uma pessoa religiosa. Para os religiosos adoração a figuras é coisa séria, seja de qual religião você for. A bíblia, por exemplo, condena isso do início ao fim, e até mesmo os católicos reconhecem que suas imagens são símbolos para celebrar os feitos de seus fiéis mais memoráveis, os santos, e que eles não deveriam ser adorados.

Na minha opinião passamos por rituais simbólicos todos os dias. Pense na estrutura de um julgamento, por exemplo: a gestos e falas que precisam ser repetidos, há uma ordem de acontecimentos. 

Mas não há adoração. Esse é o ponto importante e que vamos deixar aqui uma discussão aberta: será que rituais como a "Cremation of Care" ou mesmo rituais maçônicos são meramente simbólicos ou atos de adoração a uma deidade "pagã"? As instituições alegam que não, inclusive a maçonaria não se reconhece enquanto uma religião, dizendo-se uma sociedade discreta, já que suas reuniões acontecem em locais publicamente conhecidos e seus membros em maioria andam por aí com anéis e adesivos nos carros.

TEORIAS E MAIS TEORIAS

Uma coisa interessante é que, durante um diálogo no telefone com outro personagem Frank está subindo uma colina no meio de uma floresta quando cai e parece ter uma epifania. É aí que ele alega mais tarde ter tomado uma série de decisões que causam uma mudança drástica na série no fim desta temporada.

Li num post do Reddit que quando Frank queima a folha que colheu no clube e diz "common woe be done" ele está assumindo ali o lugar do próprio corvo, se considerando acima de tudo e de todos. Importante destacar que o personagem faz isso logo depois de ser informado que certamente ganharia as eleições após usar a informação que lhe fora dada por um dos membros do clube.

Será que é por isso que acontece aquilo no final da quinta temporada? Será que ele vendeu a alma para ganhar a eleição e logo em seguida o caramunhão em forma de coruja cobrou seu preço? Será que a mera citação ao Bohemian Groove é um deboche dos illuminati donos do Netflix para afrontar o gado? Conspirem aí nos comentários!

Mas em resumo, esta maravilhosa série fica ainda mais interessante com essas referências as teorias de conspiração. E se interessar mais pelo assunto leia o meu livro e entenda por que cada vez mais a realidade está ficando parecida com a ficção. ;)

Comentários

Veja também:

Artigos populares