Dicas para conhecer Montevidéu


Estivemos de férias! Sim, essa época deliciosa do ano pela qual trabalhamos todo o resto dele. Minha esposa Bruna é praticamente a melhor agente de viagens e organizou uma viagem para o Uruguay seguido de Argentina. Vou narrar um pouco dessa experiência por aqui. Hoje vamos falar especialmente desse país acolhedor e delicioso chamado Uruguay. Passamos pelas cidades de Montevidéu e Colônia. Hoje vamos falar de Montevidéu!

A CHEGADA

Chegamos ao país de avião pelo pequeno, mas moderno e charmoso aeroporto de Carrasco. Muita gente reclama na internet do custo do remis ou Táxi para ir até o centro. Outros sites dizem que o Uber é uma opção mais barata, e até utilizamos na volta devido ao horário do vôo. Mas na chegada fomos pro centro de busão!

TRANSPORTE

E falando em Busão nossa experiência na cidade foi basicamente a pé e de ônibus. As pessoas que encontramos eram na grande maioria das vezes muito gentis e os motoristas de ônibus te orientam e dizem onde devemos descer. A cidade não tem metrô (uma pena porque amamos metrô), mas pra quem não quiser andar a pé nem de ônibus o Uber funciona super bem. Não experimentamos o Taxi. Como tem Wi-Fi na maioria dos shoppings e restaurantes é de boa usar o aplicativo. Mas muita coisa da pra fazer a pé se você se hospedar mais próximo ao Centro.

O HOSTEL "EL VIAJERO"

Pegamos um quarto no hostel que faz parte de uma rede que está presente em várias outras cidades do país e também na Colômbia. Acomodação com um toque rústico, e tem acomodações excelentes. Se você gosta do clima acolhedor dos hosteis quer conhecer pessoas interessantes e aproveitar o passeio com o maior contato humano possível recomendo muito ficar em hostels. O El Viajero Muito bem decorado além de oferecer um café da manhã modesto mas que atende muito bem com pãezinhos, sucrilhos e torradas, além de leite, café, iogurte e suco.

Um mural do hostel. Ele fica bem no último andar. Tem outros pelo lugar.
A direita: "Fora Temer" na geladeira comunitária. A esquerda: uma fotinho no espelho da recepção quando estavamos fazendo o checkout. 

NOSSO ROTEIRO:

Nossas viagens são sempre recheadas de atividades gastronômicas por que gordo gosta de quê, não é?

Lá Passiva.

Já logo de cara, no primeiro dia, experimentamos a famosa franquia, mas achamos caro para uma comida que nem era tão boa. Eu não pude aproveitar muito porque fiquei gripado e estava passando mal neste dia.


Prato: Frango a parmegiana com batatas. Era simplesmente enorme.

No entanto ainda conseguimos ir a fonte dos cadeados e dar uma volta no centro que é lindo apesar de acharmos a cidade muito vazia, mas tranquila, mesmo nos dias de semana.


No percurso depois ainda passamos no Mirante que é na prefeitura da cidade. A entrada é gratuita e tem essa vista espetacular:

Feira de Tristán Narvaja.

Depois de dormir umas 14h seguidas e curar minha gripe, decidimos ir a tradicional feira que é enorme e tem de TUDO que você possa imaginar, de papel higiênico a pregos enferrujados.


E como bom gordo tive que comer alguma coisa. Experimentei uma "Hamburguesa" numa barraquinha que nada mais é do que um hambúrguer. Só que eles colocaram variados temperos e recheios como vinagrete, pimentão de vários jeitos, tomate picado e por aí vai.

Uma nota importante: aqui se coloca pimentão em TUDO!

Letreiro Monte Video

De lá pegamos um busão e fomos pra praia, mais especificamente o letreiro de monte video que nada mais é do que um letreiro gigante em frente ao qual as pessoas tiram fotos, mas que é ponto de parada obrigatório para quem vai a cidade a turismo.

El Alpendre (Restaurante).

Caminhamos mais por que gostamos de andar e achamos este restaurante maravilhoso o de comi o bife mais gostoso da viagem. Importante destacar que aqui o churrasco é feito a lenha e não a carvão o que dá um toque especial a carne que acaba passando por uma espécie de "defumação" o que dá um gosto especial. Um detalhe: tanto aqui quanto na Argentina, se usa pouquíssimo sal na comida, as vezes até faz falta no meu paladar, mas no caso desse bife em especial não fez nenhuma!

Bife com fritas comido no El Alpendre.

Shopping Punta Carretas e Feira Agrícola:

Demos uma passada pelo parque Rodó (não é Hodor =P) e fomos até o shopping próximo, o Shopping Punta Carretas, que surpreende por já ter sido uma prisão e portanto está num prédio histórico. Depois pegamos outro busão e fomos até a feira agrícola que na verdade é um shopping com estilo de feira.

Cidade Velha

No último dia (que na verdade foi o penúltimo, explico depois) fomos até a parte mais antiga da cidade, onde há o no caminho o importante monumento: o mausoléu em homenagem ao General Artiga que é considerado o pai da Pátria Uruguaia, pois lutou pela independência do país. O monumento de dimensões faraônicas é vigiado permanentemente por soldados da guarda de honra e vale muito a pena a visita, e sim é de graça. Em seguida passamos belíssimo teatro Solís.

Fizemos o trajeto a pé novamente aproveitando bem a paisagem. Aliás, fica a dica: a melhor forma de conhecer um lugar é caminhando por ele! Aproveitar o clima, conhecer a cidade e até mesmo fazer descobertas no caminho!

Passamos na livraria "Mas Puro Verso" que já foi uma igreja, ponto de parada obrigatório para amantes de literatura!

Foto na livraria que já foi uma igreja. Repare no vitral ao fundo.

Terminamos no no mercado do porto, que é também um centro gastronômico onde almoçamos e que é parada obrigatória pra quem quer conhecer a gastronomia uruguaia. Lá experimentamos o "Medio a Médio" que é uma bebida típica do lugar que mistura vinho e champanhe.

Sim, eu gosto de carne.

BÔNUS:

No outro dia fomos para Colônia del Sacramento pegando um busão de viagem no terminal três cruzes que também é um baita shopping. Depois de colônia fomos para a Argentina de Barco, mas essa é outra parte da viagem que vou contar aqui.

Mas para voltar ao Brasil precisamos sair de monte video, o que nos rendeu mais um dia na cidade. Ficamos num quarto coletivo do hostel The Capital que era bem OK, mas nada de mais exceto pelo fato de ter um piano que você pode tocar. No entanto estávamos perto do parque Rodó e demos mais uma volta. Além disso passamos no cassino municipal, mas não ficamos muito tempo.

Quer mais?

Me segue no Instagram. Segue a minha esposa também é acompanhe nossas aventuras!

Em breve farei artigos sobre as cidades de Colônia, Buenos Aires, Nova York e Paris!

Comentários

Artigos populares