Sériamos mais felizes se tivéssemos menos expectativas?


A internet está cheia de mensagens dizendo que seríamos mais felizes se nossas expectativas fossem menores, principalmente quando a gente fala de coisas que dependem de outras pessoas como amizade, relacionamentos e etc.

ISSO, ATÉ CERTO PONTO, ESTÁ CERTO:

Se você tem expectativas demais, isso é ruim mesmo. Se você é incapaz de fazer algo sem contar com seu parceiro(a), amigo(a), parente certamente vai ter problemas. Isso porque apesar de sermos seres sociais precisamos de certa autonomia para seguir com nossas vidas.

MAS NÃO SIGNIFICA QUE TEMOS DE SER LOBOS SOLITÁRIOS.

No entanto muita gente pensa que devemos abandonar o contato humano e mergulhar num mar de frieza suspeitando de tudo e de todos. O que é impossível, porque apesar de Sartre dizer que "o inferno são os outros" nós não conseguimos levar nossas vidas sem contato humano.

QUAL O PONTO IDEAL?

Quem me acompanha há mais tempo sabe que eu costumo ser bem evasivo na hora de "dar respostas prontas" e outros clichês do tipo.

Sonhar faz parte do processo de planejar, e esperar que as coisas deem certo é algo normal. Logo ter expectativas é uma coisa natural. Precisamos saber até que ponto nossa dependência do outro, ou até mesmo de algum evento irá afetar nossa vida.

SE UMA PESSOA OU EVENTO TEM O PODER DE ABALAR NOSSAS VIDAS, PRECISAMOS REPENSAR A QUANTIDADE ENERGIA EMOCIONAL QUE ESTAMOS INVESTINDO NISSO!

Se você está depositando uma quantidade de "energia emocional" (não levem essa expressão pro lado esotérico, tá?) numa pessoa ou evento ao ponto destes serem capazes de nos desestabilizar precisamos saber se isso está sendo feito com o cuidado devido.

Não é que não devemos investir em pessoas ou eventos, objetos, sonhos e etc, no entanto precisamos saber com clareza qual a chance desse investimento dar errado.

DECEPÇÕES VÃO ACONTECER.

Elas fazem parte da vida, mas quando você faz apostas com risco calculado é muito mais fácil administrar os prejuízos de uma eventual perda. Outro erro é tentar viver como se as coisas não pudessem dar errado. Isso faz com que nos frustremos ainda mais porque isso não condiz com a realidade onde há vitórias e derrotas e precisamos saber lidar com os dois.

ENFIM:

Não seríamos mais felizes se tivéssemos "menos" expectativas, ou mais... Mas sim se soubermos, quem sabe, dosar nossos investimentos emocionais e estivermos preparados tanto para o sucesso quanto para o fracasso.

Comentários

Artigos populares