Será que toda mulher nasceu pra ser mãe?


Mãe, figura sublime que representa afeto, segurança, cuidado dentre outros. A figura da mãe é tão importante que ela aparece até mesmo nas religiões com cunho patriarcal. Mas até onde a maternidade é um "instinto" que toda mulher tem e até que parte a maternagem em si é um arquétipo criado pela sociedade?

MATERNIDADE ANIMAL.

Na maioria dos animais podemos ver que existe sim um instinto materno, um comportamento inato que acontece na maioria dos seres vivos que possuem a divisão biológica de macho e fêmea. Há também as excessões é claro. Mas a maternagem acontece no reino animal, e isto é fato.

No entanto precisamos destacar aqui que muitas vezes a maternagem do reino animal se encerra quando o filhote é capaz de sobreviver sozinho, o que em muitas espécies pode durar um período muito mais curto do que nos seres humanos.

EXISTE UM INSTINTO MATERNO NOS SERES HUMANOS?

A psicologia diz que o comportamento humano não é constituído "apenas" por instintos. Quando criamos a linguagem e a civilização passamos a viver com comportamentos que são adquiridos socialmente e não mais através da herança biológica.

A psicanálise chama inclusive esse processo parecido com o instinto, mas que difere em essência de pulsão.

Portanto é seguro dizer que não existe uma maternagem instintiva nos seres humanos até porque não se pode falar de instinto no homem. Pelo menos não de uma forma tão simples quanto vemos em outros mamíferos.

O COMPORTAMENTO HUMANO É CONSTRUÍDO AO LONGO DA CONVIVÊNCIA SOCIAL, NÃO APENAS DA HERANÇA BIOLÓGICA.

Aprendemos a ser humanos enquanto crescemos e a maternagem humana é atravessada pela cultura e a sociedade na qual estamos imersos. Portanto "ser mãe" tem uma série de significados diferentes dependendo da sua cultura.

Além disso, ser "mãe" é muito mais do que "cuidar" de um filho no sentindo biológico é também prepará-lo para o convívio em sociedade.
E uma pessoa só pode educar outra quando ela mesma foi educada.
Cuidar no sentido biológico é proteger e alimentar. Mas o ser humano precisa de mais do que isso.

PORTANTO NÃO SE NASCE MÃE, SE TORNA MÃE.

Na natureza, ser portadora de um aparelho biológico reprodutor saudável é o único pré-requisito para ser mãe. No entanto, como relatamos acima, ser mãe humana é muito mais do que isso. É preciso todo um arcabouço socio-cultural para preparar um ser humano para o convívio em sociedade.

Vimos também que o conceito de mãe não é sólido. Ele varia de acordo com a cultura na qual a família está inserida, e não podemos descartar também os fatores econômicos e sociais como quais recursos aquela família tem acesso e etc.

Podemos afirmar com segurança que nenhuma mulher nasce mãe, mas sim que talvez elas sejam produto do meio onde elas mesmas foram criadas. Por fim, podemos dizer que o amor de mãe é um presente que é passado voluntariamente de geração em geração. E se você recebeu, seja grato por isso. =)

Comentários

Artigos populares