Crônica: O gado


As relações simbólicas que nos cercam são muito interessantes.

Pra muitas culturas canibais, comer outro ser vivo significa absorver a sua energia. Nós comemos animais domesticados através de seleção artificial ao longo das eras. Animais produzidos de forma industrial muitas vezes em condições precárias destinadas ao abate.

A teoria de conspiração sobre os illuminati faz um paralelo justamente com isso, nos chama de "gado", uma massa de manobra para os poderosos. E eu penso no quanto isso faz sentido.

Temos nossa mão de obra explorada de forma sistematizada, e até mesmo quando pagamos por um produto ou serviço as grandes corporações o fazem como se estivem nos fazendo um "favor".

Além disso, a religião vigente, um dos maiores símbolos culturais de qualquer sociedade, prega de certa forma a passividade, a obediência e o sacrifício. Pensemos inclusive que Jesus, o avatar de deus na terra é chamado, muitas vezes, de "cordeiro de Deus".

E o que falar das escolas que nos doutrinam a repetir sem questionar, isso quando temos acesso a esta questionável "educação" doutrinadora.

Comentários

Artigos populares