MICRO-CONTO: A última carta do capitão mumificado.


Li uma notícia de um cara que foi encontrado mumificado naturalmente dentro de um barco-fantasma que estaria navegando de forma errante pelo oceano há pelo menos 7 anos. A embarcação teria sido encontrada por pescadores perto das Filipinas e se tratava de um explorador alemão que, um ano antes de desaparecer teria se separado de sua esposa, que costumava ser sua companheira de navegação.

E isso me deu vontade de escrever um micro-conto
  • Leia a notícia original aqui.

Escute essa música enquanto lê o texto, vai ajudar no clima:


A ÚLTIMA CARTA DO CAPITÃO MUMIFICADO:

Meu amor,
há tantas coisas que eu tenho vontade de lhe dizer...

Eu estou aqui, no crepúsculo, no fim do mundo. Onde não é dia nem noite. Onde as estrelas frias contemplam um sol moribundo, velando-o sem chorar.

Primeiramente existe o fato de me dar conta que, mesmo na vastidão do universo, se você tem alguém ao seu lado, é como se fosse possível preencher todo esse espaço apenas com o ar de seus pulmões.

Mayday

A vida é uma armadilha.

Ela nos ensina a amar, nos ensina a compreender o amor. E nos cega com tolices: monstros vindos do nosso aterrorizante ego. As incertezas. Elas são coisas tão pequenas diante do vazio. O vazio do mar calmo, quieto, como se estivesse morto. A cova eterna de um sol que nasce todo dia só para morrer de novo.

S.O.S

As vezes, cheios de si mesmos, procuramos a solidão e acabamos descobrindo que não somos capazes de preencher esse vazio com nosso ego. E o espaço, a solidão, ela te esmaga como uma avalanche.

Help!

O pior erro do ser humano é acreditar que pode viver sozinho. Que pode preencher o universo com seu ego flácido, cheio de incertezas, desejos banais e mistérios.

Socorro!

São muitas palavras que eu tenho a lhe dizer. Mas o tempo é curto. Eu sinto o vento do destino lá fora jogar a realidade de um lado para outro. Meu mastro se foi. Você se foi... E eu...

(Silêncio no rádio)

Se eu tivesse tempo para dizer uma só palavra eu pediria perdão. Essa seria a palavra: "perdão". 

Eu me arrependo de achar que haveria mais tempo... Mais tempo para amar, para desbravar. Mas a vida, ela é bela quando se pensa nela como um todo, mas ridiculamente pequena quando se observa apenas um indivíduo.

Minha visão está escurecendo e eu não consegui escrever nenhuma palavra. Esses pensamentos são tudo que eu tenho pra lhe oferecer...

O rádio. Ele está mudo.

Comentários

Artigos populares