Who the f### is John D. Pope?


Como muita gente já sabe eu presto uma ajudinha para um cara que conheci na internet recentemente. Igualmente escritor, ele estava tendo uns probleminhas pra publicar na Amazon, e como o cara era muito, mas muito legal, eu decidi ajudá-lo. Mas quem diabos é John D. Pope afinal de contas?

Se você já leu a página "Terror Gore" desse site sabe que ele diz ser inglês e já ter publicado livros por lá. Mas e daí?

GORE, MAS SEM SER VULGAR

O terror "gore" está mais pra um estilo cinematográfico do que pra literário, lembra do Cine Trash? Então, isso aí é que é gore. Pope gosta de usar essa palavra pra eviscerar as primeiras impressões de seus contos. Na veradede o estilo dele está mais pra Stephen King do que pra "Massacre da Serra Elétrica".

Veja por exemplo um review de "Violada Pelo Demônio":

Pode parecer rude, talvez de mau gosto, ou apenas estúpido, mas é assim que essa resenha deve começar, com um belo palavrão dito de boca cheia. Após ler o conto, você vai entender. Se você conhece o autor das redes sociais, tenho certeza que já entendeu. Antes de entrar no que interessa, cabe ressaltar que John “Devil” Pope (ou “João, o Papa Diabo”) é uma das figuras mais insanas (e por isso, divertida) que vagam pela internet.
“Violada pelo demônio” começa descrevendo a rotina de Ana, pobre Ana, uma adolescente excluída, diferente dos outros, que se refugia nos livros. Mas algumas coisas mudam quando uma nova jovem chega à sua escola. Cris.
As “gracinhas” postadas pelo autor nas redes sociais me levaram a crer que encontraria uma história gore, abundando sangue e tripas para todos os lados, coisas que não me agradam. Ainda assim, decidi ler, por curiosidade e pela "louquice" do autor. No entanto, o que encontrei foi uma história muito interessante e bem narrada. A trama se desenrola e garante coisas bizarras e surpreendentes.
O texto é muito gostoso de ler, e os diálogos fluidos e verossímeis. Cris é uma maquina de soltar palavrões, e é isso que dá veracidade à personagem. Os rumos que a história toma surpreendem e me agradaram bastante. O “dom” da pequena Ana é uma bizarrice genial.
O final é digno de uma história clássica de terror, e deixa um gostinho de quero mais. A vontade que tive é de ter em mãos um romance completo desse insano escritor.
Recomendo a todos aqueles que não têm medo do Demônio.

 INSANAMENTE NORMAL:

Apesar de ser uma pessoa irreverente nas redes sociais, John gosta de provocar o público fazendo alguns posts muito loucos em seu blog que não é atualizado há séculos. Mas apesar dessa insanidade toda, ele gosta apenas de dizer aquilo que as pessoas pensam, mas não falam.


Dizer "Foda-se" previne pressão alta, problemas no coração, gastrite, impotência sexual e doenças venéreas;
Posted by John D. Pope on Quinta, 17 de setembro de 2015

Mas apesar de toda essa grosseria aparente, não se assuste. Quem já conversou com o Pope na internet sabe que no fundo ele tem bom coração.

UM GÊNIO DAS NARRATIVAS.

Apesar de ser um cara modesto, John consegue colocar em poucas páginas histórias com estruturas narrativas perfeitamente equilibradas. Num conto de 20 páginas ele consegue gerar material que caberia facilmente num filme com uma experiência igual ou superior há muitas obras que a gente vê por aí.

UM AUTOR INDEPENDENTE QUE VOCÊ PRECISA CONHECER:

Sobretudo, ficar falando aqui de John D. Pope é perder tempo, afinal de contas você irá conhecê-lo mesmo através de suas obras. Clique aqui pra saber sobre todas, ou continue lendo pra ver o que eu acho das duas mais famosas:

Esta é definitivamente a obra prima de John D. Pope que conta a história de Ana e Cris, duas adolescentes desajustadas. O review que eu coloquei ali em cima já fala bastante sobre a obra que não te deixa desgrudar do e-reader antes de chegar ao final. Só clicar na capa ali em cima ou aqui pra saber mais.

Igualmente surpreendente é esta história que fala sobre uma professora primária que tenta se suicidar após passar a vida toda vendo fantasmas. Mas ela conhece "machado", um membro de um grupo de "Sensitivos Anônimos", uma organização que tenta ajudar os paranormais a conviverem com seus "poderes". Os dois começam um relacionamento perigoso onde muitas reviravoltas irão acontecer...

Só clicar na capa ali em cima ou aqui pra saber mais.

GOSTOU?

Não se esqueça de curtir a fanpage do John no Facebook.

Comentários

Veja também:

Artigos populares