Autores, atenção! O sistema de pagamento do Kindle Unlimited mudou!


Já descrevi num artigo (clique aqui pra ler) alguns benefícios para o autor independente ao publicar na Amazon, mais especificamente no KDP Select que dá acesso ao Kindle Unlimited (KU), regime da Amazon semelhante ao do Netflix, onde o leitor paga uma quantia por mês e tem acesso illimitado a uma vasta biblioteca de ebooks.

No entanto, hoje (01/07/2015) a Amazon criou um novo sistema de pagamentos para os autores que são lidos através do Kindle Unlimited e pro KOLL (sistema de empréstimos), onde agora o autor será pago, proporcionalmente, pelo número de páginas lidas da sua obra.

O QUE MUDA?

Antes os assinantes do Kindle Unlimited precisavam ler pelo menos 30% da sua obra pra que você recebesse o royalty que no caso seria o valor integral de uma venda, ou seja, a mesma grana que você receberia se tivesse vendido o livro.

A partir de hoje, o autor recebe por página lida um valor proporcional ao número de páginas lidas por todos os leitores da Amazon naquele mês. Existe um Fundo Global do KDP que distribui a grana pros autores todo mês. 

O valor desse fundo eu não sei explicar como é calculado. =(

Logo o valor da página será determinado pela proporção Valor do fundo KDP dividido pelo número de páginas lidas (em toda a loja!) no mês.

QUAL A VANTAGEM PARA O AUTOR?

Em resumo? Nenhuma.

Antes quando uma pessoa lia mais do que 30% de um livro pelo Kindle Unlimited o autor recebia o valor equivalente a uma venda cujo preço era determinado pelo próprio autor. Agora o autor receberá um valor proporcional ao cálculo feito pela Amazon multiplicado pela quantidade de páginas lidas.

E sabe-se lá quanto vai valer cada página. =(

Que opções o autor tem?

Bom, ele pode simplesmente sair do KDP Select e ver sua margem de lucro cair de 75% para meros 35%.

Então vamos sair do KDP Select?

Bom, eu vou aguardar esse primeiro mês para ver como as coisas vão funcionar. Mas já vi muita gente falando no Twitter que se sentiu desanimado ao saber da notícia e que pretende, inclusive, deixar de publicar ebooks. Mas não podemos ser reacionários, vamos aguardar pra ver.

Um dos maiores agravantes é a quantidade de leitores do Brasil que é, alegadamente, muito menor do que em vários países e se tratando de leitores de ebooks então, você já pode imaginar. O autor Fabio Barreto falou sobre a média de leitores da Amazon no Brasil nesse tweett:
Enfim. Mais informações no site da própria Amazon que você pode acessar clicando aqui. Continue acompanhado o blog para saber mais novidades.

Comentários

  1. Oie,
    estou contigo nessa. Vou esperar para ver se vale a pena. Vai depender do tamanho do seu livro e claro, de quanto vai valar a página por mês, o que pode variar.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Meus livros estão lá também. Todos. Mudou muita coisa, porém, não temos muito o que fazer. Pelo menos é uma possibilidade. Felizmente, a maioria dos meus livros (com temática LGBT) são vendidos no formato impresso. Abração. Felicidades para todos. http://fabricioviana.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Veja também:

Artigos populares