Como é ser adulto?


Como é ser adulto? Maduro, responsável, dono do próprio nariz ou qualquer outro adjetivo aplicável a uma pessoa que, bom, em resumo "tem a vida dela".

Pra começo de conversa, não é uma questão de idade. Como diz o chaves "existem jovens de oitenta e tantos anos e também velhos de apenas 26", e eu me peguei pensando sobre isso quando precisei por esses dias de um comprovante de residência e, para minha surpresa, me dei conta que eu tenho uma conta de luz no meu nome.

Sim, isso foi um choque pra mim.

Acho que, portanto, se você não tem impressões sobre si mesmo a ponto de se julgar enquanto adulto, pode prestar atenção nesses pequenos detalhes da vida: como, por exemplo, ser responsável pelas suas próprias atitudes.

Quem responde quando você faz algo que dá errado?

Se alguém precisa te tirar de uma furada sempre, você não é um adulto. E essa pessoa que te tira das furadas não precisa ser necessariamente seus pais. Afinal de contas, por menos fé que você tenha na humanidade, acredite, sempre tem alguém disposto a tirar um amigo de uma enrascada. Não estou dizendo que adultos não precisam de ajuda de vez em quando, mas a frequência com que essa ajuda é necessária é que define sua capacidade de gerir sua própria vida.

Você dá conta disso? Show de bola. Mas ser adulto também significa que:

Algumas pessoas irão depender de você.

"Depender", mas não no sentido amplo da palavra, mas estamos dizendo que, quando você é adulto, em algum momento haverá uma (ou várias pessoas) que confiarão em você, e contarão com sua competência para resolver certas coisas, seja na família, no trabalho ou no círculo de amigos. Isso significa que você é uma pessoa confiável e responsável - e isso é requisito mínimo para ter um emprego formal e/ou estável.

Vai parar de ouvir "não", mas vai começar a dizer alguns para si mesmo.

Quando você é adulto ninguém precisa te dizer o que fazer (exceto as autoridades - ou não), no entanto, você vai parar de ouvir "nãos" e começar a privar a si mesmo de algumas coisas. Afinal de contas os adultos têm a consciência de que, na vida real, toda escolha vêm acompanhada de várias renuncias, afinal de contas ninguém pode ter tudo.

Enfim,

não podemos acreditar também que esses aspectos delimitam a personalidade de um adulto, no entanto, acredito que o as descrições acima  - a minha conta de luz - pra mim fazem parte do que é finalmente perceber que a sua adolescência tardia terminou.

E você, já é um(a) adulto(a)?

Comentários

Artigos populares