5 Sintomas de um escritor compulsivo


O pessoal do AA diz que o primeiro passo é assumir que se tem um vício. Tem gente que escreve contos esporádicos, tem gente que escreve poesia, tem gente que um dia pensa em botar uma história no papel.

Nós não.

A gente é compulsivo! Ficar sem escrever seria como cortar o próprio braço. Logo vou colocar aqui 5 sintomas que detectei em mim mesmo num autodiagnóstico e vamos ver se outros autores compulsivos vão concordar.

1. VOCÊ SIMPLESMENTE NÃO CONSEGUE PARAR.



Já pensou em parar de escrever? É perda de tempo? Ninguém lê os seus textos?

Tá, mesmo assim você não consegue parar, não é.

Isso já aconteceu comigo. Hoje em dia eu tenho leitores, mas chegou uma época em que tudo dizia que eu não os teria. Logo decidi que era perda de tempo investir nos textos... Quem disse que eu consegui?

2. VOCÊ TEM IDEIAS DO NADA.



Sonhos, conversas... Até aquela pia cheia te rendem histórias.

O pior é que você não sussega enquanto não colocar elas no papel.

3. VOCÊ NÃO CONSOME ENTRETENIMENTO, VOCÊ ESTUDA.



Uma pessoa comum lê ou vê um filme pra se divertir. Você não. 

Um escritor compulsivo analisa uma narrativa observando pontos-chave que podem ser usados numa história futura, como os plot-twits, desenvolvimento de personagens diálogos e até referências.

Você não está apenas matando um tempo com um bom entretenimento, está aprendendo!

4. VOCÊ TEM, TEVE OU TERÁ UM PSEUDÔNIMO.


Você tem o poder de criar personagens, porque não se tornar um? Tudo começa com aquele texto em primeira pessoa, aí você vai pensando que certas histórias se valeriam de um contexto no qual o autor fosse determinado tipo de pessoa. 

Ou quem sabe o que você escreve é diferente demais do que as pessoas pensam de você. Além disso ninguém gosta de ficar se explicando.

5. VOCÊ JÁ ESCREVEU UM FANFIC.

Não é desse tipo de fanfic que estamos falando aqui. =P

Mesmo que seja apenas como um exercício mental, você já pensou como seria uma história se determinadas variáveis fossem mudadas não é? Então você já idealizou uma fanfic.

Todo autor compulsivo (ao menos da minha concepção) se imagina como roteirista de determinado filme ou escritor dentro de um universo X. Até mesmo o Neil Gaiman tinha por sonho escrever um episódio de Doctor Who e publicou recentemente um conto neste universo.

Tá certo que no caso do Gaiman não é um fanfic, mas sim um PROfic, mas o princípio é o mesmo, não?

E aí? Concorda? Discorda? Esqueci algo? Comenta ai!

Comentários

  1. Escrever é fácil. O difícil é encontrar quem leia seus textos. Há mais escritores do que leitores.

    ResponderExcluir
  2. Escrever é fácil. O difícil é encontrar quem leia seus textos. Há mais escritores do que leitores.

    ResponderExcluir
  3. Realmente eu concordo com isso, é um viciooo
    Não sei se encaro como algo bom ou ruim hahah

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Artigos populares