Como passar numa entrevista de emprego



Como psicólogo tem muita gente que sempre acaba vindo me pedir algumas dicas sobre como ser bem-sucedido numa entrevista de emprego. Portanto decidi escrever um artigo pra ajudar essas pessoas a se preparar para esta situação.

Segue as dicas:

1. SEJA VOCÊ MESMO.

É esta a primeira coisa que um psicólogo vai dizer quando pedirem dicas antes de se submeter a uma entrevista de emprego. Parece lição de moral, mas tem a ver com o processo de seleção que as empresas fazem. Confie em si mesmo  e seja honesto. Você vai estar ajudando a empresa à qual está se candidatando e a si mesmo, pois pode estar se privando de um trabalho que irá lhe trazer mais dores de cabeça do que benefícios.

2. SAIBA O SEU PERFIL PROFISSIONAL.

Não adianta você ser uma pessoa super criativa e se candidatar para um trabalho monótono, do mesmo modo que alguém com espírito de liderança nunca vai tolerar um cargo que exija subordinação.

Geralmente quando uma empresa decide fazer um processo seletivo para ocupar uma vaga, um perfil é elaborado para o possível funcionário que irá ocupa-la. O psicólogo e os demais profissionais do RH se perguntam quais caraterísticas a pessoa que vai ocupar essa função necessita possuir. E isso é feito para que essa pessoa exerça sua função de forma satisfatória e eficiente.

É por isso que, muitas vezes, mesmo você tendo um perfil que acredita ser o melhor para o mercado de trabalho, às vezes ele não se encaixa naquela vaga específica a qual você está se candidatando. Se o processo de seleção for bem realizado, dificilmente veremos um engenheiro sendo selecionado para uma vaga de faxineiro, mesmo que ele se candidate.

Empresas que realizam processos seletivos fazem um verdadeiro investimento. E por isso esperam que seu novo funcionário permaneça no cargo por bastante tempo, o que geralmente não acontece se o processo não for bem feito e a pessoa que ocupar o cargo não for ideal. E infelizmente isso acaba por culminar na demissão de um funcionário recém contratado, o que irá demandar outro processo seletivo, ou seja, mais gastos. Portanto, uma seleção visa não onerar a empresa, assim como poupar o candidato de uma situação como esta.

3. NÃO PROCURE RESPOSTAS DE TESTES PSICOLÓGICOS NA INTERNET!

Uma coisa que muita gente não sabe é que a maioria dos testes psicológicos não possui "respostas certas". Eles servem para elaborar o perfil psíquico do testado, e a resposta "certa", como você pode presumir depois da dica 2, vai depender do perfil que o RH elaborou para aquela vaga. Se pode achar muita informação sobre testes na internet, mas isso pode acabar te prejudicando na hora da avaliação, pois nem sempre a informação divulgada nessas páginas é correta, e quando muitas vezes não é completa.

Além do mais, nos testes psicológicos mais sofisticados mesmo que você "saiba as respostas" isso não vai mudar o resultado. Não é atoa que alguns deles podem ser aplicados até mesmo em psicólogos sem prejuízo nos resultados. Ou seja, você só vai se enrolar.

Enfim:.

O grande segredo para conseguir um bom emprego não é a entrevista, mas sim a escolha na hora de se candidatar. Procure empresas e vagas com as quais você se identifique. Faça o exercício de se imaginar trabalhando naquele lugar, converse com pessoas que trabalhem lá, procure conhecer o ambiente. Somente se você estiver disposto a trabalhar nesta empresa de corpo e alma você será selecionado. 

Caso contrário, a gente vai perceber. ;)

Comentários

Artigos populares