Nem toda TERAPIA é PSICOLOGIA. Saiba a diferença!

sleep

Recentemente um amigo veio me perguntar se uma pessoa poderia se apresentar como psicoterapeuta sem ter cursado uma faculdade de psicologia e isso levantou uma questão que há tempos atormenta a maioria dos profissionais de psicologia: a confusão da psicologia com terapias não regulamentadas.

MAS QUE REGULAMENTAÇÃO É ESSA?

Quando uma profissão é regulamentada, isso significa que existe uma LEI que determina o que o  profissional precisa fazer para ser autorizado. Isso geralmente envolve fazer um curso (por exemplo, uma faculdade) e estar cadastrado num órgão regulamentador.

No caso o psicólogo precisa ser formado na faculdade de psicologia e estar cadastrado no Conselho Regional de Psicologia (CRP) da sua região. Além disso, os conselhos regionais são coordenados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

SE APRESENTAR COMO PSICÓLOGO SEM SER FORMADO É CRIME!

A Lei No 5.766, de 20 de Dezembro de 1971 que cria o Conselho Federal de Psicologia diz que quem exerce essa profissão sem estar devidamente autorizado está sujeito as penalidades do Artigo 47 da Lei das Contravenções Penais - DL-003.688-1941 que sujeita qualquer pessoa que pratique uma profissão sem estar devidamente autorizado de 15 dias a 6 meses de cadeia ou multa por Exercício Ilegal de Profissão ou Atividade!

No entanto muita gente não sabe que quem oferece “terapia" só está sujeito a esta lei se estiver se apresentando como PSICÓLOGO. Outras práticas como Terapia de Vidas Passadas; Terapia Floral; Reiki; Astrologia; Ervas e Essências; Numerologia, dentre outras podem ser realizadas por quaisquer outros profissionais sem ter qualquer qualificação, curso ou experiência prévia.

Por exemplo, se alguém se anunciar como Terapeuta de Florais sem possuir uma faculdade de psicologia ou cadastro no CRP essa pessoa não está cometendo um crime, pois a psicologia e a Terapia de Florais são práticas diferentes. Além disso esta forma de terapia não é regulamentada!

PSICÓLOGOS NÃO PODEM OFERECER CERTOS TRATAMENTOS!

Uma pessoa formada e devidamente cadastrada no CRP não pode realizar essas práticas enquanto psicólogo, pois isso fere o código de ética da psicologia, afinal nenhuma dessas práticas é científica. E como diz o Artigo Primeiro Item “f" do código de ética é vedado ao psicólogoPrestar serviços ou vincular o título de psicólogo a serviços de atendimento psicológico cujos procedimentos, técnicas e meios não estejam regulamentados ou reconhecidos pela profissão;”

"ACREDITE SE QUISER..."

Isso significa que quem adere a estas formas de terapia está fazendo uma aposta, pois ainda não há comprovação científica de que elas funcionam. Um psicólogo que realize uma forma de terapia não regulamentada pelo CRP pode vir a ter seu registro caçado!

"NÃO EXISTE FISCALIZAÇÃO PARA CERTAS PRÁTICAS"

Além disso os profissionais que oferecem essas formas de terapia agem por conta própria. Ou seja, eles não obedecem um código de ética e nem estão sujeitos a qualquer forma de fiscalização. Isso quer dizer que quem confia num profissional desses está fazendo isso sem nenhuma garantia de ética ou profissionalismo.

"E O MAIS IMPORTANTE: DENUNCIE!"

Se você conhece alguma pessoa que se apresenta como psicólogo e suspeita de que ela não seja formada, no Rio de Janeiro você pode  consultar o cadastro dos psicólogos em atividade no estado no site do CRP-RJ e descobrir se esta pessoa é realmente licenciada, lembrando sempre que Exercer Profissão Ilegalmente é CRIME!

E outra: Se você sente a necessidade de atendimento psíquico procure um psicólogo. Por mais tradicionais e culturais que as terapias alternativas sejam, a psicologia é o método mais confiável de terapia conhecido. Por isso:

Consulte um Psicólogo!

LINKS ÚTEIS:

Comentários

Veja também:

Artigos populares